SUS – Sistema Único de Saúde

O Sistema Único de Saúde conhecido por sua sigla SUS, teve a sua criação em 22 de setembro de 1988, ano do qual foi incluso na Constituição Federal, através do CF-88, sob os dizeres de que a saúde é um direito de todos e um dever do Estado em prove-lo. O SUS é hoje um dos maiores sistemas públicos de saúde do mundo, onde é capaz de atender aqueles que necessitam de algo mais simples, como a verificação da pressão, até algo mais complexo com um transplante de órgãos.

O acesso ao SUS é integral e gratuito para toda a população brasileira. Algo que não ocorria antes de sua implementação na Constituição, onde apenas trabalhadores que tinham vínculo com a Previdência Social, tinham o direito a atendimento hospitalar. Na época este benefício era concedido para aproximadamente 30 milhões de brasileiros.

O SUS tem por sua finalidade, em conjunto com outras políticas brasileiras, a missão de promover a saúde, prevenção e recuperação dos doentes, onde a cooperação e participação dos Estados, Municípios e da Federação é fundamental para que tudo seja fornecido corretamente para a população, melhorando inclusive a sua qualidade de vida.

A rede do SUS hoje abrange da atenção baixa até a alta, diversos serviços de emergência hospitalar, serviços de vigilâncias epidemiológicas, ambiental, sanitárias e também fornece uma assistência farmacêutica para a população.

 

Serviços e planos do SUS

O SUS atualmente oferece as seguintes áreas de serviços, planos e opções de atendimento para a população:

  • Assistência farmacêutica
  • Atenção à saúde
  • Ciências e tecnologia
  • Educação em saúde
  • Gestão de trabalho e participativa
  • Promoção à saúde
  • Regulamentação de serviços
  • Manipulação de hemoderivados
  • Vigilância em saúde e sanitária

Assistência farmacêutica: No SUS esta é a área responsável pelo processo de planejamento, aquisição (compra), distribuição, controle da qualidade e o uso de medicamentos com a finalidade de melhorar a saúde do cidadão.

Atenção à saúde: Atenção básica, especializada, serviços de prevenção, tratamentos, reabilitação, promoção de diversos outros serviços se enquadram nesta política do SUS.

Ciência e tecnologia: Com o desenvolvimento de pesquisas, propagação, aplicação de conhecimentos na saúde, gestão, educação, distribuição de informações e tudo que possa estar ligado a tecnologia e inovação é também executada por esta área do SUS.

Educação em saúde: Quando a população é capacitada e instruída para ter um melhor cuidado com a saúde, quem ganha é o SUS, afinal quanto mais o cidadão souber identificar certas doenças ou realizar cuidados preventivos, menores serão as filas no sistema. Esta área do SUS também é responsável por promover o debate com profissionais e gestores, para que uma atenção em especial a saúde, seja feita de acordo com as necessidades.

Gestão do trabalho e participativa: A gestão do trabalho é organizar as relações do trabalhador na área da saúde, transformando o ambiente de serviço. Já a gestão participativa atua diretamente na união dos cidadãos, gestores, conselheiros, profissionais e entidades, para que sejam formuladas políticas de avaliação e fiscalização na saúde.

Promoção à saúde: Esta área está diretamente ligada as ações sanitárias integradas com outros setores da sociedade e do governo, cuja finalidade é desenvolver um padrão mais saudável de qualidade de vida, moradias, alimentação, condições no trabalho, promoção de atividades físicas, de lazer e outras atividades que envolvam a saúde.

Regulamentação em saúde: O Estado fica encarregado de fiscalizar e definir padrões, resoluções e normas para os serviços fornecidos pelo SUS, bem como produtos e outras atividades público/privadas, com melhoria no interesse geral da população.

Sangue e hemoderivados: O SUS também conta com uma área responsável por manipular a doação de sangue realizada nos centros públicos. Ele é o responsável por transfusões e também pela transformação em hemoderivados como a albumina e o plasma

Vigilância em saúde e sanitária: A vigilância em saúde tem por função realizar atividades que compõe o conhecimento, análise, detecção e monitoramento de doenças decorrentes de fatores ambientais, para controlar e evitar problemas mais complexos na saúde do cidadão. Já a vigilância sanitária em a função de pesquisar, controlar, registrar e fiscalizar produtos como medicamentos, cosméticos, higiene pessoal, saneantes, insumos, equipamentos e diversos outros serviços que possam trazer risco à saúde e/ou meio ambiente.

Site oficial do SUS e opções de contato

Para conhecer mais sobre o SUS o cidadão poderá acessar a página oficial dedicada pelo Ministério da Saúde ao programa. O endereço eletrônico é o:

Os telefones dos SUS variam conforme a unidade no município, por isso a lista ficaria muito grande para incluirmos por aqui. Mas existem alguns números de serviços essenciais, que são iguais em todo o Brasil. Entre eles estão:

  • SAMU (192)
  • Corpo de Bombeiros (193)
  • Disque Saúde (136)

No caso do Disque Saúde, você poderá ligar quando quiser realizar uma denúncia, reclamação, solicitação de atendimento, informações, elogios e/ou sugestões.

SUS – Sistema Único de Saúde
5 (100%) 1 vote
Categories Dicas